Viver é deixar viver!

Hello! 




Vocês acham que é possível haver felicidade em um relacionamento onde um oprime e sufoca o outro? Com certeza NÃO!!! Conheço alguns relacionamentos em que me parece impossível existir um resquício sequer de afinidade ou felicidade! Triste não?! E não falo apenas de relacionamentos amorosos, me refiro também a relacionamentos entre pais e filhos, entre amigos...
Sufocar o outro é jogar sujo, é autossabotagem, é denunciar uma insegurança diante do amor que sente e recebe. Sou partidária do "viver e deixar viver", de ver o outro crescer e aplaudir em pé!!! Fácil dizer, difícil colocar em prática? Eu sei... Mas é uma atitude indispensável para quem deseja ter relacionamentos honestos e duradouros. Um não pode ser o algoz do outro, os dois tem que sair ganhando. Quando apenas um aparece na relação significa que a união já foi por água abaixo... Porque não existe felicidade onde um oprime o outro.
Quando passamos a ter empatia (a capacidade de se colocar no lugar do outro) e respeito pelo sentimento alheio em relação a nossos maridos, esposas, filhos e todos que nos rodeiam, é porque aprendemos o significado de "viver e deixar viver", e descobrimos que olhar apenas para si mesmo é o maior desperdício (como diz a música do Jota Quest)! E agindo desta forma, os relacionamentos crescem e evoluem. A regra é simples: "dividir para somar"!
Então pessoal, nada de "engaiolar" as pessoas que amamos, porque a melhor forma de prender alguém é deixá-lo livre!



"Egoísmo não é viver à nossa maneira, mas desejar que os outros vivam como nós queremos".
Oscar Wilde



Muita paz e liberdade!

3 comentários:

  1. blog "cabeça" eu gosto!

    Parabéns!


    Evandro

    ResponderExcluir
  2. adorei o texto e o puxão de orelha...rsrs...

    bjs,


    Valéria

    ResponderExcluir
  3. texto muito legal!


    Sheila

    ResponderExcluir